/ Histórico / Histórico
A Liga Norte Riograndense Contra o Câncer foi fundada, em 17 de julho de 1949, por iniciativa de um grupo de profissionais da área de saúde. Sua primeira sede foi instalada em uma antiga casa de recolhimento que, em 1961, passou a se chamar Hospital Dr. Luiz Antônio, em homenagem a um dos fundadores da instituição.

 

Inicialmente, o principal objetivo da Liga era oferecer tratamento e hospitalização. Na época, devido à falta de equipamentos e de profissionais especializados, as possibilidades de cura eram muito restritas. No entanto, ainda assim, era realizado um trabalho efetivamente diferenciado por médicos, enfermeiros e voluntários que, em meio as adversidades, tinham a árdua missão de levar mais qualidade de vida aos pacientes.


Em 1970, o primeiro médico especializado em oncologia do RN, Dr. Aluísio Bezerra de Oliveira, passou a atuar na instituição, marcando um período de muitas mudanças positivas na Liga Contra o Câncer. Em 1979, foi adquirida a primeira bomba de cobalto, peça fundamental no tratamento radioterápico. O primeiro acelerador linear chegou apenas oito anos depois, após uma campanha intensa promovida junto ao empresariado potiguar e o Governo do Estado.

 

Diante da necessidade de se implantar um programa continuado de ensino e pesquisa que contribuísse para trazer avanços para o tratamento oncológico no RN, a Liga fundou, em 1989, o Departamento de Ensino, Pesquisa e Educação Comunitária, o DEPECOM, núcleo que atua junto às principais entidades de ensino superior do Estado. No mesmo ano, com o auxílio do Governo Federal, foram iniciadas as obras do então Hospital do Câncer, que teve suas obras interrompidas poucos meses depois de seu início.

 

O projeto foi retomado apenas dez anos depois, com a ajuda do governo estadual. Em 2001, o Centro Avançado de Oncologia, o CECAN, é inaugurado, com estrutura completa de diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear, o que fez com que a Liga se consolidasse como uma das melhores estruturas de tratamento de câncer no Nordeste.

 

Dois meses após a inauguração de sua segunda unidade, a Liga recebeu por meio de doação um dos maiores e mais tradicionais hospitais da cidade, a Policlínica. Em 2002, após algumas reformas, o hospital foi reinaugurado e passou a integrar a estrutura de atendimento da Liga Contra o Câncer.


Em 2006 a Liga chegou a Caicó com a Unidade de Oncologia do Seridó, em parceria com o Governo do Estado. Com a assunção do prédio onde funcionou a antiga maternidade Mãe Quininha, contudo, foi montado e inaugurado em 2011 o Hospital de Oncologia do Seridó.

O ensino e a pesquisa também têm obtido papel de relevante destaque na instituição, por meio de um trabalho sólido e de resultados. Dentre os projetos para o futuro, está a construção do novo Hospital de Oncologia de Natal, um empreendimento ousado e de enorme benefício para toda a sociedade.

 
Nossos parceiros: