/ Novidades

Exame de sangue é capaz de encontrar marcadores de risco para o câncer de bexiga

Teste mede padrão de "metilação" associados à doença e pode ser aplicado na predição de outros tipos de tumor

Pesquisadores da Universidade de Brown, nos Estados Unidos, trabalham no desenvolvimento de um exame de sangue capaz de detectar com precisão marcadores biomoleculares do câncer de bexiga.

 

O teste mede um padrão de "metilação" - uma alteração química do DNA - que afeta os genes que são expressos nas células, associadas ao câncer de bexiga. A metilação é afetada por fatores de risco ambientais como fumaça de cigarro e poluentes industriais, por isso muitos cientistas acreditam que padrões anormais no corpo podem ser indicadores de uma maior probabilidade de doença.

  

Detecção precoce

 

Para criar o teste, a equipe liderada por Carmen Marsit, estudou o sangue de 112 pessoas que tiveram câncer de bexiga e 118 saudáveis. Isso lhes forneceu um padrão de metilação a ser procurado em células do sistema imune no sangue. Em seguida, sob condições ‘ cegas' , eles aplicaram esse teste ao sangue de um número similar de pessoas que tinham o câncer ou não, e fizeram suas previsões.

 

Eles descobriram que podiam determinar quem realmente tinha o câncer e quem não tinha a doença, apenas com base no padrão de metilação observado. Controlando a exposição a fatores de risco como o fumo, os pesquisadores viram que as pessoas com o padrão de metilação foram 5,2 vezes mais propensas a terem câncer de bexiga do que pessoas que não tinham o padrão.

 

Como as amostras utilizadas no estudo vieram de pessoas que já tiveram câncer, Marsit reconheceu que os cientistas não podem ter a certeza sem uma investigação maior se os marcadores de metilação em suas células do sistema imunológico foram preditores de câncer (ou seja, já estavam presentes antes do câncer começar) ou simplesmente indicam que o câncer já estava lá (ou seja, são uma consequência do câncer).

 

" No mínimo, o estudo comprova que o câncer está associado a um padrão de metilação que pode ser facilmente detectado no sangue" , disse Marsit. " Para os cânceres que são difíceis de detectar, como o câncer de bexiga, um teste minimamente invasivo que fornece tanto previsão ou detecção precoce do câncer poderia fazer uma grande diferença na melhoria do prognóstico de um paciente" , acrescentou.

 

Os investigadores afirmaram ainda que o teste da metilação nas células do sangue também pode ser igualmente aplicável a outros tipos de câncer. 

 

 
 
Nossos parceiros: